Pular para o conteúdo principal

Indústria mineral bate recorde de investimentos



AGNALDO BRITO
da Folha de S.Paulo

O investimento da indústria mineral brasileira vai alcançar marco histórico nos próximos cinco anos. O Ibram (Instituto Brasileiro de Mineração) revisou pela quarta vez no período de um ano e meio o balanço de investimento em expansão da produção mineral no país. A nova projeção indica aportes de US$ 48,2 bilhões até 2012.

Além de nova revisão, o acompanhamento indica também o maior salto em termos de investimento em relação a previsão anteriores, com incremento de 50% sobre a estimativa passada.

Até agora, o Ibram trabalhava com a perspectiva de US$ 32 bilhões no horizonte de meia década. O primeiro levantamento para mensurar a alocação de capital no setor foi feito em janeiro de 2007, quando o balanço indicava aporte de US$ 25 bilhões. Em seguida, o número foi elevado a US$ 28 bilhões, em meados de 2007.

Segundo Antônio Lannes, gerente de pesquisa e desenvolvimento do Ibram, a alta do preço dos minerais e a grave dependência brasileira de importação de matérias-primas para a produção de fertilizantes viabilizaram o fortalecimento de um novo ciclo de investimentos.

"Há projetos de minério de ferro, níquel, cobre e fosfato por todo o país. Esse já é o período de maior investimento na história do setor mineral", afirma Lannes. O fosfato, uma das matérias-primas para produzir fertilizantes, ganhou importância ante a dependência de importações do setor agrícola brasileiro.

O principal mineral no rol da prioridades de investimento é o minério de ferro. Dos US$ 48 bilhões, US$ 27 bilhões permitirão ao Brasil praticamente duplicar a produção anual em cinco anos. Estimativas do Ibram indicam que a produção passará dos atuais 350 milhões de toneladas por ano para quase 700 milhões de toneladas.



"Praticamente duplicará a produção de minério de ferro", afirma Lannes. A Companhia Vale do Rio Doce é a principal investidora, com a expansão da Estrada de Ferro Carajás e o desenvolvimento da chamada Serra Sul, na mina de Carajás, no sudeste do Pará -onde está a maior mina de ferro a céu aberto do mundo. Mas, além da Vale, projetos da Anglo American, da CSN, da Usiminas e da MMX engordam as cifras para expansão da produção de minério de ferro.

Recursos maciços

O Ibram explica que outros tipos de minério também devem receber recursos maciços.

É o caso do níquel. A produção brasileira deverá sair das atuais 82 mil toneladas para 286 mil toneladas por ano até 2011, última projeção. O níquel é um minério usado pela indústria siderúrgica para a produção do aço inoxidável.

O investimento em crescimento da produção tomará US$ 6,2 bilhões em cinco anos, aponta o Ibram.

O cobre também é alvo de grande interesse das companhias. O aporte em projetos para esse mineral chegará a US$ 1,7 bilhão em meia década, o suficiente para elevar de 148 mil toneladas para 376 mil toneladas a produção brasileira. Os investimentos em bauxita e alumina (o minério básico e a primeira transformação antes do alumínio) chegam a US$ 5,742 bilhões.

Segundo levantamento do Ibram, o único produto que não está eleito para novos investimentos é o alumínio.

O aumento da produção será modesto, de 1,60 milhão de toneladas para 1,76 milhão de toneladas até 2012.

"Os projetos em expansão da produção de alumínio são mais modestos. O problema está nas incertezas que existem no Brasil quanto à garantia de oferta de energia", diz Lannes. A produção de alumínio exige grandes quantidades de energia, insumo que atualmente é o centro da preocupação do setor industrial, sobretudo das unidades eletrointensivas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRACIONAMENTO DE MISTURAS

Misturas:
É todo o material constituído por duas ou mais substâncias puras. Estas são chamadas de componentes da mistura. A mistura pode ter uma ou mais fases, quando apresenta uma só fase é chamada homogênea, quando apresenta duas ou mais fases é chamada de heterogênea.
Misturas Homogêneas:
Misturas Homogêneas são aquelas que tem o mesmo aspecto em todos os seus pontos, isto é, são homogêneas, do ponto de vista visual, mesmo que observada com microscópio muitos potentes.
Misturas Heterogêneas:
Mistura de duas ou mais espécie químicas diferentes que não apresenta as mesmas propriedades em toda a sua extensão. Toda mistura heterogênea é um sistema polifásico.
Separação de Misturas:
É raro encontrarmos substâncias puras na natureza. Facilmente encontramos substâncias impuras, que são misturas de uma substância principal e outra que constituem a sua impureza, são processos de purificação das substâncias, são os processos de separação dos componentes das misturas. São chamados de análise ime…

Poluição do Ar e da Água

Poluição do ar
Fontes de poluição, efeito estufa, chuva ácida, combustíveis fósseis, conseqüências da poluição,
combustíveis não poluentes, poluição ambiental e poluição atmosférica

Indústrias: poluentes despejados no ar ( poluição industrial )
Introdução  A partir de meados do século XVIII, com a Revolução Industrial, aumentou muito a poluição do ar. A queima do carvão mineral despejava na atmosfera das cidades industriais européias, toneladas de poluentes. A partir deste momento, o ser humano teve que conviver com o ar poluído e com todas os prejuízos advindos deste "progresso". Atualmente, quase todas as grandes cidades do mundo sofrem os efeitos daninhos da poluição do ar. Cidades como São Paulo, Tóquio, Nova Iorque e Cidade do México estão na lista das mais poluídas do mundo. Geração da poluição  A poluição gerada nas cidades de hoje são resultado, principalmente, da queima de combustíveis fósseis como, por exemplo, carvão mineral e derivados do petróleo ( gasolina e diese…

Principios de Química Orgânica

Química Orgânica: é a parte da química que estuda os compostos do carbono "C".



História da Química Orgânica:
*Os antigos conheciam alguns processos da química orgânica tais como:
- A fermentação da uva e obtenção do vinho.
- A fabricação de vidros coloridos.
- Tinjimento de tecidos com extratos vegetais.
*A química como ciência teve inicio nos fins do século XVIII e inicio do século XIX. Com as leis ponderais (Lavoisier; Proust; Richiter; Dalton). Scheele, nesta época extraiu vários compostos orgânicos (contém carbono) dos organismos vivos (animais e vegetais), entre os quais: a) Obtenção do glicerol das gorduras, b) Ácido úrico dos cálculos renais , c) O ácido tartárico da uva.
*Verificou-se também que era impossível sintetizar um composto orgânico em laboratório (in vitro) isto é, fora dos organismos vivos.
*Bergman(1771) dividiu a química em duas grandes partes:
- Química Orgânica: parte da química que estudava os compostos extraídos dos seres vivos(animais e vegeta…