Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 29, 2006

Aristóteles

Aristóteles (384 - 322 a.C.)

Filósofo grego, um dos mais importantes pensadores de todos os tempos. Nasceu em Estagira, filho de Nicômaco, médico de Amintas II, rei da Macedônia e pai de Filipe. Aos 17 anos, foi para Atenas, tornando-se discípulo de Platão na Academia. Continuaria por 20 anos ao lado do mestre, até a data de sua morte. Deixando Atenas, foi para Assos, na Ásia Menor, onde Hérmias, ex-membro da Academia, governava. Lá desposou Pítias, sobrinha de Hérmias. Com a morte deste, mudou-se para Mitilene, onde permaneceu por dois anos. Falecendo sua esposa, desposou posteriormente Herpilis, que lhe deu um filho, Nicômaco. Em 343, mudou-se para a corte de Pela, porque Filipe da Macedônia lhe confiou a tarefa de educar seu filho, Alexandre. Em 336, com a morte de Filipe e ascensão de Alexandre ao trono, este rei iniciou as expedições que lhe permitiram construir um vasto império. Nesta data, Aristóteles regressou a Atenas, onde fundou sua própria escola, o Liceu, que se transfor…

Tratamento De Água

PRINCIPAIS TÉCNICAS DE TRATAMENTOS
DE ÁGUAS RESIDUAIS

Resumo

Com o presente trabalho, pretende-se dar a conhecer a principal legislação em vigor relativa à qualidade da água, após o que é evidenciado, de modo sucinto, a classificação dos principais tipos de águas residuais.

A caracterização completa do tipo de águas residuais, do ponto de vista de tratamento, depende da sua origem. Esta é composta pela sua caracterização física, química e biológica. Serão ainda evidenciados os principais sistemas de tratamento que lhe estão associados. Por fim, apresentam-se dois exemplos de estações de tratamento domésticas e industriais existentes em Portugal.

Palavras chave: legislação, tipos de águas residuais, caracterização de águas residuais, sistemas de águas residuais.

1. Introdução

O tratamento e destino final de águas residuais constituem, conjuntamente com a drenagem e colecta, um serviço público de importância vital em diversos domínios, nomeadamente no sanitário.

No entanto, a situação …

Eutrofização

Conceituação do fenômeno

A eutrofização é o crescimento excessivo das plantas aquáticas, tanto planctônicas quanto aderidas, a níveis tais que sejam considerados como causadores de interferências com os usos desejáveis do corpo d’água (Thomann e Mueller, 1987). Como será visto no presente capítulo, o principal fator de estímulo é um nível excessivo de nutrientes no corpo d’água, principalmente nitrogênio e fósforo. Neste capítulo enfoca-se, como corpo d’água, principalmente lagos e represas. O processo de eutrofização pode ocorrer também em rios, embora seja menos frequente, devido às condições ambientais serem mais desfavoráveis para o crescimento de algas e outras plantas, como turbidez e velocidades elevadas.

Efeitos da eutrofização

São os seguintes os principais efeitos indesejáveis da eutrofização (Arceivala, 1981; Thomann e Mueller, 1987; von Sperling, 1994):  Problemas estéticos e recreacionais. Diminuição do uso da água para recreação, balneabilidade e redução geral na atraçã…